Carregando

Margarida Barreto e Roberto Heloani fazem lançamento de livro sobre assédio moral no trabalho em Manaus

A obra foi lançada simbolicamente no Amazonas, durante a realização do segundo módulo do curso sobre assédio moral no trabalho.


WhatsApp_Image_2019-01-30_at_17.40.43Manaus (AM) - “Assédio Moral – Gestão por Humilhação”. Este é o título do livro dos professores e pesquisadores José Roberto Heloani e Margarida Barreto, considerados referências nacionais no estudo sobre assédio moral no trabalho, e que foi lançado simbolicamente em Manaus, nesta quarta-feira (30/01), durante a realização do segundo módulo do curso a respeito do tema.

A obra, da Editora Juruá Psicologia, com 200 páginas, foi publicada no ano passado e possui 34 capítulos, que abordam desde os aspectos conceituais da violência, as novas formas de administrar o trabalho (fazer mais com menos), o que têm em comum o bulluing, mobbing e o assédio, até  a responsabilidade civil, a proteção, direitos e as ações preventivas. Exemplares da obra foram entregues pelos autores à Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e à Escola Superior da Magistratura do Amazonas (Esmam), instituições que estão promovendo o curso sobre assédio moral, em Manaus.WhatsApp_Image_2019-01-30_at_17.11.19_1

O livro conta com prefácios de Giovanni Alves, doutor em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e pesquisador do CNPq, e Ricardo Antunes, professor titular de Sociologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp. Para Alves, o livro desvenda, passo a passo, o fenômeno do assédio moral laboral e contribui para uma crítica efetiva da nova exploração do capital no século XXI. “É preciso desvelar a violência simbólica que humilha para dominar e corroer a possibilidade subjetiva de produção de sujeitos humanos capazes de operar a ‘negação da negação’”, declarou Giovanni Alves.

Ricardo Antunes, em seu prefácio, chama atenção para um fato curioso. “No trabalho, somos chamados de ‘colaboradores’, ‘parceiros’ e denominações assemelhadas, mas na realidade nosso cotidiano vem se tornando uma batalha árdua pela sobrevivência no trabalho”, conforme trecho. E ainda citou como exemplo a questão das metas. “Se no mundo do automóvel o cronômetro pautava nossas vidas, agora são as metas que nos entorpecem neste século XXI. Nas fábricas, nos escritórios, nos hospitais, nas escolas, nos bancos, nas universidades, no judiciário, nos trabalhos públicos, na agroindústria, em qualquer modalidade de emprego, estamos sujeitos a esta nova pragmática que não nos abandona. Somos instigados a obter ‘metas’ quase impossíveis de se atingir e, quando finalmente a alcançamos, uma nova meta, estipulada para o dia seguinte, deve suplantar a anterior”, observou Antunes.

A obra foi lançada no segundo módulo do curso “Assédio Moral no Trabalho: Causas, Manifestações, Consequências e Formas de Abordagem Psicossocial, Administrativa e Jurídica”, que começou no último dia 28 e vai até esta sexta-feira. Os dois autores do livro são os palestrantes desse módulo. A iniciativa é da Escola Superior da Magistratura do Amazonas (Esmam) e Comissão Executiva do Acordo de Cooperação Técnica para a Criação de Mecanismos de Atenção, Prevenção e Combate ao Assédio Moral (Cecam), da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), com apoio de outras instituições.

O curso acontece das 15h às 19h, no auditório do Centro Administrativo Desembargador José Jesus Ferreira Lopes, prédio anexo ao edifício-sede do Tribunal de Justiça do Amazonas, no bairro do Aleixo. Mais de 270 pessoas se inscreveram para este segundo módulo e a participação é gratuita.

De acordo com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), entende-se por assédio moral toda conduta abusiva, a exemplo de gestos, palavras e atitudes que se repitam de forma sistemática, atingindo a dignidade ou integridade psíquica ou física de um trabalhador. Na maioria das vezes, há constantes ameaças ao emprego e o ambiente de trabalho é degradado. Como exemplos frequentes de assédio moral no trabalho, pode-se citar a exposição de trabalhadores a situações vexatórias, com objetivo de ridicularizar e inferiorizar, afetando o seu desempenho.

 

 

Texto: Acyane do Valle | ESMAM

Fotos: ESMAM e UFAM

 

NÚCLEO DE DIVULGAÇÃO DA ESMAM

Telefone: (92) 2129-6817

E-mail:  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

E-mail Imprimir PDF http://www2.tjam.jus.br/esmam/index.php?option=com_content&view=article&id=1909:margarida-barreto-e-roberto-heloani-fazem-lancamento-de-livro-sobre-assedio-moral-no-trabalho-em-manaus&catid=74:2017-02-22-17-46-40