Carregando
Escola Superior da Magistratura do Amazonas

Problemas com Envio de Email para Alguns Domínios Internet

E-mail Imprimir PDF

Incompatibilidade de protocolos com o servidor de nomes do domínio "tjam.jus.br" operando em modo seguro impede que emails partindo do servidor do EAD-TJAM cheguem em algumas caixas postais.

Última atualização em Sex, 27 de Março de 2009 11:36 Leia mais...
 

Dados atualizados sobre migração de venezuelanos no Brasil são repassados a profissionais da imprensa em simpósio realizado na Esmam

E-mail Imprimir PDF

Jornalistas consideraram oportuna a discussão da crise humanitária envolvendo os venezuelanos


 

migrantes_2_copy_copyProfissionais de diversos veículos de comunicação de Manaus (AM) se reuniram na oficina "Imprensa no combate à xenofobia contra refugiados e migrantes", ministrada pelos jornalistas Leonardo Medeiros (Conectas Direitos Humanos) e Victoria Hugueney (Agência da ONU para Refugiados - ACNUR), na manhã desta segunda-feira (17/09). As atividades fazem parte do Simpósio “Refugiados e Migrantes no Amazonas: como acolher e integrar?” e ocorrem na Escola Superior da Magistratura do Amazonas (Esmam), do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), instituição parceira do evento.

O encontro trouxe dados atualizados sobre migração e refúgio na capital e ressaltou a importância do papel da mídia no combate à xenofobia. De acordo com a ACNUR, de fevereiro a junho de 2018, a Caritas-Manaus atendeu cerca de 1.700 venezuelanos. Deste total, 405 vieram pelo plano de interiorização do governo federal. “A imprensa precisa estar sempre fazendo uma autocrítica. Na questão dos migrantes, muitas vezes, encontramos matérias com fatos distorcidos sobre o fenômeno. É necessário nos informarmos para evitar a xenofobia”, avaliou um dos participantes, Valmir Lima (Site Amazonas).

A jornalista da TV A Crítica, Adyam Litaiff, também considerou a iniciativa positiva . “Às vezes, por falta de conhecimento do assunto, não nos informamos adequadamente. Por isso, esse encontro é importante para trazer esclarecimentos sobre o movimento migratório, cuja expansão é relativamente nova em Manaus”.

Durante a atividade, ainda foram abordados temas como Direitos Humanos; perfil da migração venezuelana no Brasil e no mundo; combate à xenofobia; e a nova Lei de Migração (Lei 13.445/2017), que garante a preservação dos direitos humanos dos migrantes no país, como direito ao trabalho, acesso a serviços básicos e não-discriminação.

Media training

Pela tarde, porta-vozes de órgãos públicos e da sociedade civil organizada envolvidos no acolhimento e integração de refugiados e migrante participaram de uma oficina de media training. A atividade teve exercícios práticos sobre como se relacionar com a mídia e abordou a comunicação como uma ferramenta estratégica do trabalho. “Não nos comunicamos apenas por comunicar, mas sim porque queremos gerar informação de interesse público”, ressaltou o responsável pelo treinamento, Leonardo Medeiros.

As duas oficinas foram realizadas pela Rede de Capacitação a Refugiados e Migrantes, com o apoio da embaixada do Canadá no Brasil.

Simpósio

Nesta quarta-feira (18), a partir da 8h30, na Escola Superior da Magistratura do Amazonas (ESMAM - Avenida André Araújo – Aleixo), será realizado o Simpósio “Refugiados e Migrantes no Amazonas: como acolher e integrar?”. O evento, aberto ao público, busca fomentar a discussão em torno da necessidade de se estabelecer uma política local de integração para refugiados e migrantes.

Com três horas e meia de duração, o simpósio contará com palestras que abordam a política nacional de migrações, refúgio e apatridia; e relatos de experiências e de boas práticas realizadas no Amazonas, como o atendimento a refugiados e migrantes, o mutirão de cidadania e o abrigamento institucional de refugiados da prefeitura da Manaus. Por fim, será aberto diálogo com a plateia sobre a necessidade de construção de políticas de integração para refugiados e migrantes no estado.

 

Confira a programação completa clicando aqui !

 

Saiba mais:

Acolhimento e integração de refugiados e migrantes serão temas de simpósio em Manaus


Mais informações sobre a Rede de Capacitação a Refugiados e Migrantes:

http://escola.mpu.mp.br/h/rede

 


Com informações e fotos : Escola Superior do Ministério Público da União

 

NÚCLEO DE DIVULGAÇÃO DA ESMAM

Telefone: (92) 2129-6817

E-mail:  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

 

 

Visita Técnica à EJEF/TJMG

E-mail Imprimir PDF

Motivada pelas necessidades das atividades fins de servidores de justiça, pessoal administrativo e magistrados nos órgão pertencentes ao Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM), a comissão de informática desta organização resolve enviar equipe de analistas judiciários com a finalidade de fazer um levantamento in locu das instalações, infra-estrutura, organização hierárquica e ferramentas de software e hardware do Centro de Tecnologia para Educação e Informação (CETEC) pertencente à Escola Judicial Des. Edésio Fernandes (EJEF) do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG). O levantamento englobou as atividades de registro fotográfico autorizado pela coordenação do CETEC, observação, coleta de dados, entrevista, demonstração e análise documental. Para acessar o relatório completo, clique no anexo abaixo:

Anexos:
Fazer download deste arquivo (visita_19_21_nov08_vrs1.1.0_tjmg.pdf)Relatório Visita EJEF/TJMG[Relatório da visita técnica realizada na Escola Judicial Desdor Edésio Fernandes (TJMG)]
Última atualização em Seg, 09 de Março de 2009 16:41
 

Acadêmicos de Direito manifestam apoio público ao STF e entregam carta ao ministro Lewandowski durante Congresso dos Magistrados

E-mail Imprimir PDF

O evento foi realizado durante dois dias em Manaus, no Centro Administrativo desembargador José Jesus Ferreira Lopes.


Manaus (AM) - Acadêmicos do Núcleo de Direito Constitucional da Faculdade Martha Falcão entregaram ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski uma carta na qual manifestam apoio público ao Judiciário, principalmente à Suprema Corte e seus membros, que têm sofrido ataques contra as decisões proferidas. A entrega do documento foi realizada um pouco antes da palestra do ministro no Congresso dos Magistrados do Amazonas – Jubileu de Ouro, na tarde da última sexta-feira (17/5). O evento foi promovido em comemoração aos 50 anos da Amazon, entidade que representa os magistrados amazonenses.

Na carta, dirigida ao ministro, os estudantes citam os ataques ao Judiciário e justificam o apoio afirmando que “apesar da maior parte das críticas ter sido direcionada ao STF, muitas delas consistem em atitudes que afrontam a posição institucional dos magistrados, constitucionalmente eleitos intérpretes autênticos do Direito”. E alertam para a necessidade de os operadores do Direito estarem atentos “à demonização” daqueles que “nada mais fazem senão abraçar certos paradigmas de aplicação do Direito”.IMG_6349

Em outro trecho da carta, eles lembram que, ao concordar com a decisão do juiz, este passa a ser o “herói do povo”, e quando se discorda, o magistrado se transforma em “carrasco e déspota”. “O ataque a posturas interpretativas já é algo perigoso, mas as investidas contra decisões específicas, por puro e simples interesse em um provimento distinto vão mais além e deveriam causar arrepios até naqueles com tendências anarquistas. Pior ainda é quando essas investidas se dão de forma antecipada, na tentativa de influenciar ilegitimamente julgamentos ou, mais propriamente, coagir julgadores. O ápice da gravidade desses comportamentos antecipados se exprime quando eles advêm de outras esferas do Poder Público, outras instituições. Ora, o convencimento de um juiz é livre e não deve ser alvo ataques deste tipo”, conforme trecho do documento.WhatsApp_Image_2019-05-17_at_19.14.50

E finalizam enfatizando que uma prática jurídica e judicial mais adequada “é conquistada no dia a dia, a cada petição bem escrita, a cada recurso bem fundamentado e cada obra lastreada em extensa pesquisa”, contribuindo dessa maneira para um país melhor. “Apure-se o que se deve apurar, mas sem que se desabone de modo generalizado as instituições judiciais e se crucifique interpretações. Neste momento sensível, insiste-se, é necessário que os operadores do Direito se desassociem do vozerio e busquem reverberar sensatez, ser a voz da razão”, concluem.WhatsApp_Image_2019-05-17_at_19.14.47

A carta está assinada pelos professores doutores Mônica Nazaré Picanço Dias, coordenadora do Núcleo de Direito Constitucional da Faculdade Martha Falcão, Juliano Ralo Monteiro e Gilmar Madalozzo da Rosa; além dos acadêmicos integrantes do NDC Sywan Peixoto Neto, João Victor da Silva Lima, Igor Souza Alves de Sá, Thaís Brito Lacerda e Paulo Roberto Salles dos Reis.WhatsApp_Image_2019-05-17_at_19.14.54

Palestra

A palestra do ministro do STF Ricardo Lewandowski - “Considerações de Democracia Contemporânea” -, no Congresso dos Magistrados do Amazonas – Jubileu de Ouro, começou por volta das 16h30, no auditório do Centro Administrativo Desembargador José Jesus Ferreira Lopes, com a presença do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ Mauro Campbell Marques, de juízes, desembargadores, servidores do Judiciário, advogados, defensores públicos, integrantes do Ministério Público, além de professores e estudantes, e autoridades do Executivo Municipal.

O ministro abordou as mazelas da atualidade e disse que “estamos entrando numa era em que o mundo se apresenta de forma fragmentada, com falta de solidariedade e aumento do autoritarismo”. “E é o momento em que a Democracia coincide com a concretização dos direitos fundamentais. Nesse aspecto, os juízes em particular têm um papel extremamente relevante”, comentou Lewandowski, que aproveitou a oportunidade e parabenizou a Associação dos Magistrados do Amazonas pelos seus 50 anos e realização do congresso.

“A magistratura caminha sobre dois pés: um que é institucional; e o outro que é associativo. Há campos em que a instituição não pode adentrar, mas que as associações podem se movimentar e essa é, sobretudo, a área política. Uma instituição que completa 50 anos de existência como a Amazon merece todos os encômios”, destacou Lewandowski.

 

 

Acesse outras reportagens sobre o Congresso dos Magistrados do Amazonas:

1. Amazon comemora seus 50 anos realizando congresso em Manaus com participação de grandes nomes do Direito

 

2. Lenio Streck critica desrespeito à Constituição Federal durante Congresso dos Magistrados em Manaus

 

3. Congresso dos Magistrados do Amazonas começa nesta quinta-feira

 

 

Veja mais fotos aqui !

 

Texto: Acyane do Valle | ESMAM

Fotos: Camila Batista | Amazon, Chico Batata | TJAM e Acyane do Valle | ESMAM

 

 

NÚCLEO DE DIVULGAÇÃO DA ESMAM

Telefone: (92) 2129-6640 | 6608

E-mail:  Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Última atualização em Seg, 20 de Maio de 2019 18:08
 

Implantação da Nova Rede Elétrica

E-mail Imprimir PDF

Dias 19, 20 e 21 de dezembro de 2008, o sistema EAD-TJAM não estava disponível devido à necessidade dos computadores que hospedam os serviços serem desligados,  ação esta necessária para viabilizar a implantação da nova rede elétrica do CPD do TJAM no edifício Desembargador Arnoldo Péres.

Pedimos desculpas pelos transtornos causados a todos os usuários do sistema EAD-TJAM, mas esta medida foi necessária para adequação das novas demandas previstas para 2009.
Última atualização em Seg, 09 de Março de 2009 16:37
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 72